OFICINAS

barra som.png

Oficina de som para games

O tema abordado será Introdução à produção de áudio e música para jogos e mídias interativas digitais.

O curso é voltado para alunos do ensino médio e pessoas interessadas em entender o processo de produção de áudio para jogos digitais. O workshop tem perfil introdutório, apresentando as especificidades da produção de áudio e música para mídias digitais interativas, as habilidades e competências necessárias para o profissional da área, as principais ferramentas utilizadas e o lugar da produção de áudio e música dentro da linha de produção.   

Professor de áudio para Jogos Digitais no IFRJ-Eng. Paulo de Frontin, possui doutorado em Antropologia Social no IFCS/UFRJ, mestrado em Musicologia no PPGM/UFRJ, bacharelado em Música pela UFRJ. Suas pesquisas são focadas na dimensão simbólica, social e cognitiva do fenômeno sonoro em suas diversas formas expressivas. Possui pesquisa na área de performance, rituais, etnomusicologia, antropologia do som e dos sentidos, antropologia da arte, criatividade, arquivos etnográficos, tecnologias de gravação/reprodução sonora e propriedade intelectual. Trabalha como compositor de trilhas sonoras para filmes de animação.

FELIPE BARROS

Palestrante

WhatsApp%20Image%202021-01-14%20at%2012.

Oficina de som para filmes de animação

No caso específico do cinema de animação, no qual não há um ambiente sonoro preexistente, torna-se necessário uma completa composição dos ruídos em trabalho íntimo  com a trilha sonora para a criação do som do filme, um processo hoje muito beneficiado pela edição digital em computadores.

Nesta oficina os alunos terão a noção de como podemos enriquecer um filme de animação escolhendo, criando e sincronizando os mais variados tipos de som que podemos imaginar e conseguir para simular todas as situações sonoras dos personagens de uma imagem em questão.

Na primeira etapa, os alunos terão orientações de conceber o ambiente musical de um filme, respeitando as intenções do diretor e somando-as à sua própria criatividade, dentro de um processo organizado, para obter uma trilha sonora de qualidade.

Na segunda etapa, os alunos terão orientações de como escolher, produzir e editar os mais variados sons para finalização de seus filmes.

Por fim terão orientação de mixagem para entrega em vários formatos e mídias.

Iniciou sua carreira em 1984, nos estúdios da Rob Filmes trabalhando com áudio para cinema. Trabalhou com áudio na TVE Rio de Janeiro de 1987 à 2000.
De 2000 até a presente data atua na área de Mixagem de som para Cinema no CTAv, (Centro Técnico Áudio Visual). Onde já assinou mais de 60 longas metragens e mais de 200 curtas metragens.
Formado em Produção Fonográfica na Universidade Estácio de Sá, em 2016. E Pós Graduado em Linguagem de Cinema e Audiovisual na Universidade Estácio de Sá Rio de Janeiro. Possui grande experiência em mixagem, edição de som, restauração de som e foley para Cinema e TV, além de muitos trabalhos em som para animação.
Participou de festivais de cinema como júri no Cine Ceará/Fortaleza, Primeiro Plano em Juiz de Fora, Animacine em Gravatá, Cinemúsica em Conservatória. Realizou Oficinas de Som para Filmes de Animação: Oficina de Cinema de Animação em Volta Redonda, Curta Canoa em Canoa Quebrada, 23ª Mostra de Cinema de Tiradentes.

Alexandre%20Jardim_edited.jpg

ALEXANDRE JARDIM

Palestrante

Bate papo animado 

Quiá Rodrigues é roteirista, animador e diretor de TV. 
Quiá fez parte da equipe do lendário programa infantil “TV Colosso” e suas primeiras experiências animadas foi em um workshop ministrado por Marcos Magalhães e depois como assistente dele no clipe “Dos Margaritas” do Paralamas do Sucesso” e nas vinhetas clássicas do ratinho azul do programa “Castelo Rá tim bum”. 
Seu primeiro curta-metragem de animação: “De Janela Pro Cinema” recebeu mais de trinta prêmios e foi selecionado para o Festival de Cannes 2000. 
Seu mais recente trabalho autoral animado, é o filme “Cabeça Papelão”, baseado em conto do jornalista e escritor  João do Rio.
Ele criou, roteirizou e dirigiu o programa sobre animação brasileira, o “Animania” da TV Brasil que recebeu o “prêmio ABCA” pelos serviços prestados de divulgação do curta de animação brasileiro em 2016.
Quiá também criou, escreveu e dirigiu a série infantil de TV com bonecos “Paio e Dongo” para o Canal Futura.
  Roteirizou e dirigiu a série “Nosso mundo com Golias” dando vida com bonecos aos personagens da série animada “Meu amigãozão.”  Em exibição no canal específico no youtube.
Hoje, Quiá dá vida aos “Cavalinhos do Fantástico” da TV Globo.
É um dos sócios da OBA Oficina de Bonecos Animados que cria, confecciona e dá vida a bonecos do mais variados tipos, tendo criado bonecos para trabalhos relevantes na TV, como: “Flora Encantada”, “Mundo da Imaginação”, “Bambuluá”, “TV Globinho”, Cavalinhos do Fantástico” (TV Globo); “Domingo com Atitude”, “Zoornal”, “Animania” (TVE/ TV Brasil); Projeto “XSPB 13”, entre outros.
Seu Estúdio QAnimado! é especializado em animação stop-motion, e realizou diversos comerciais, vinhetas, clipes, e séries de TV, como: “Massinhas” (TV Globo), “Mão e Giz” (Tv Futura), Clipes “Abecedário” e “Massinha” (Projeto XSPB 8 e 9). 
Quiá ministra a oficina de animação: “Animando o boneco”, onde ensina a técnica “Stop-motion” a iniciantes e interessados.

mae5_edited.jpg